Vale a pena terceirizar sua equipe de TI?

Não é novidade que, para sobreviver no mercado cada vez mais competitivo, a tecnologia tem um papel vital dentro das organizações. Já faz tempo que a transformação digital deixou de ser um diferencial, hoje garante a sustentabilidade de inúmeros negócios e isso ficou ainda mais evidente com a crise gerada pela pandemia. 

Diante do caos econômico, muitas empresas estão se adaptando e adotando estratégias inteligentes para reduzir custos e enfrentar os impactos financeiros. Por outro lado, a pandemia foi mais uma oportunidade de crescimento e muitas empresas não estão dando conta de suprir a demanda de trabalho, especialmente aquelas especializadas em soluções tecnológicas. 

É aí que entra a questão. Estou em crise, mas preciso da TI. Estou em crescimento, mas falta profissional qualificado. Seja para reduzir custos ou aumentar o capital intelectual do seu time, a solução de Body Shop de TI é uma alternativa muito interessante para fortalecer a sua operação e alavancar o seu negócio. 

Mas será que vale a pena terceirizar minha equipe? 

Nesse caso, cabe uma reflexão: pare, pense e avalie o custo para manter uma equipe de TI in-house, alinhada com as novidades do mercado e qualificada para dominar inúmeras plataformas e tecnologias. 

Vale a pena manter uma equipe interna?   

 Muitas vezes é preciso investir alto em treinamentos para manter um time atualizado com tantas linguagens e ferramentas que surgem a cada dia. Quando o time se adequa e tudo parece ir bem, surge outro lançamento e é aquela reviravolta de novo. É preciso correr atrás de mais treinamentos e mais investimento. Isso parece não ter fim, não é mesmo? 

 Ou simplesmente o time está sufocado com muito trabalho e inúmeros projetos em andamento. Às vezes não tem para onde correr, é necessário aumentar o time, acionar o RH e iniciar aquela saga histórica em busca do profissional dos sonhos. 

Descubra se vale a pena ter uma equipe de TI interna ou trabalhar com body shop

Já pensou como seria bom resolver todos esses problemas de uma forma tão simples e ágil? Uma ótima opção é a solução de Body Shop que simplifica e acelera a operação das organizações, conectando os melhores talentos do mercado de TI a diversos tipos de projetos com diferentes níveis de complexidade.  

Na área de TI tudo acontece ao mesmo tempo

O melhor cenário é trabalhar com times mistos, profissionais internos e em Body Shop, isso porque é possível que haja uma simbiose de conhecimentos e experiências.  

Os times internos detêm grande conhecimento do negócio e dos processos da empresa, profissionais ou squads que atuam em companhias de tecnologia têm vivência em diferentes tecnologias, linguagens e costumam trazer a visão de outros negócios nos quais já atuaram, ajudando a pensar fora da caixa. 

 Esse mix de pessoal ajuda a manter a área de TI da companhia sempre atualizada e preparada para encarar novos desafios do mercado. 

Quais as vantagens de ter profissionais em Body Shop?  

  •  Mais agilidade: disponibilização de talentos de forma rápida, sem se preocupar com processos de seleção e recrutamento, treinamentos ou custos trabalhistas; 
  • O talento certo para o seu projeto: facilidade para encontrar o candidato mais adequado à cultura da sua empresa e às necessidades do seu projeto;
  • Gestão de desempenho: profissionais satisfeitos e produtivos, pois são constantemente acompanhados, com apoio, incentivo e direcionamento para que eles possam realizar suas atividades e evoluir na carreira;
  • Intercâmbio de conhecimento: trazer pessoas que atuam em empresas de TI, mesmo que de forma temporária, agrega novos skills para os times internos que têm a oportunidade de trabalhar com profissionais que tiverem vivência em diversos outros segmentos e projetos;
  • Modelo flexível de contratação: liberdade para escolher a melhor forma de contratação de acordo com o seu momento, seja profissional individual ou squads completas.  

Quais os principais perfis de profissionais?  

Através do Body Shop, você pode contar com a experiência e know-how de diversos especialistas, contratando profissionais como: 

  •  Analista de Negócios; 
  • Gerentes de Projetos; 
  • Scrum Master, Product Owner; 
  • Especialistas em Integração de Sistemas; 
  • Desenvolvedores Web e Mobile; 
  • Analistas de Testes;  
  • Arquitetos de Software; 
  • Especialistas em Service Design Thinking; 
  • Profissionais de UX e UI; 
  • Consultores Salesforce; 
  • Especialistas em Cloud. 

Além do hard skill, que é bem diverso e dinâmico, é possível avaliar o soft skill e escolher aquele que tenha o fit cultural mais aderente aos valores da organização.  

Otimização, desempenho e resultados tangíveis

Para entender melhor as vantagens em adotar o modelo Body Shop, vamos explicar como isso funciona na prática com o exemplo de um case de sucesso. 

Um dos maiores grupos educacionais, que possui em sua base de dados mais de 1,2 milhões de estudantes matriculados em cursos presenciais e a distância (EAD), do ensino básico à pós-graduação, conta com a solução de Body Shop já há algum tempo. 

Com uma equipe especializada de sustentação de aplicações, que foi imersa no negócio e nas ferramentas do cliente, foi possível otimizar os processos de ETL e parte da integração foi refeita visando o desempenho, gerando uma redução de 40% do número de incidentes com atendimento 24/7, monitoramento de ambientes, automação de tarefas de relatório e muito mais. 

Resultado: disponibilidade, desempenho e segurança a todo momento! Enquanto a equipe em Body Shop foca no funcionamento das aplicações, a equipe interna de TI pode atuar na estratégia do negócio, ajudando o Grupo a potencializar seu valor no mercado. 

Agora, conta pra gente: 

Se identificou com alguma situação acima?

Como está a operação da usa empresa?

Está em busca de profissionais de TI com alta performance?  

Compartilhe este conteúdo!

Deixe uma resposta

Sua opinião é muito importante para nós